líricas sulinas
(2021)

Direção musical e curadoria: Clarissa Ferreira 

Programação SONORA BRASIL SESC, 2021

Teatro do SESC Canoas/ RS

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/6

O espetáculo Líricas Sulinas apresenta uma releitura dos signos sonoros identitários rio grandenses a partir de um grupo de musicistas contemporâneas, representantes e identificadas com as múltiplas possibilidades do pertencer nessa terra. Em seus repertórios cantam e tocam suas corporalidades, seus pertencimentos e suas relações com o território, perpassando por vezes de forma crítica a cultura patriarcal tão enraizada, e tomando para si linguagens e narrativas outrora veladamente intocadas. Com sonoridade híbrida a partir dessa possível amálgama de códigos culturais, formam o relevo por onde brotam as vozes de muitas eras, evocando as mulheres que vieram antes, vislumbrando o presente e tecendo nossas possibilidades de ser e pertencer. O documentário musical conta com Adriana de Los Santos ao acordeom, Ana Matielo na voz e violão, Emily Borghetti na dança e no bombo leguero, Nina Fola no sopapo, berimbau e voz, Clarissa Ferreira no violino, voz e na direção artística e roteiro. O projeto faz parte da programação online do Sonora Brasil SESC 2021 que tem como tema as mulheres na música brasileira e os povos originários do Brasil. 

líricas sulinas
(2019)

Direção musical: Clarissa Ferreira e Ana Fridman

SONORA BRASIL SESC 2019

Teatro do SESC Porto Alegre 

Sonora Brasil Líricas Sulinas por @vitor

líricas sulinas
(2019)

Direção musical: Clarissa Ferreira e Ana Fridman

SONORA BRASIL SESC 2019

Teatro do SESC Porto Alegre 

Sonora Brasil Líricas Sulinas por @vitor

pago revisitado
(2019)

Direção musical e curadoria:

Clarissa Ferreira e Texo Cabral

Programação Cidade Presente UNIMÚSICA

UFRGS 2019

Salão de Atos da UFRGS

Unimusica-041.jpg
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/5

O espetáculo Pago Revisitado reflete sobre a identidade gaúcha, questionando por quem e para quem foram construídos os seus símbolos. Através da música, celebram-se as múltiplas formas de pertencimento e regionalidade, ao se representar no palco as tradições açoriana, afro-gaúcha e indígena.

 

A apresentação tem como objetivo evidenciar as múltiplas identidades constituintes da cultura do Rio Grande do Sul, abordando amplamente o conceito de cultura gauchesca. Muitas vezes se excluiu o indígena, os descendentes de africanos e as mulheres das representações identitárias do estado. Para mostrar a multietnicidade e pluralidade cultural do Rio Grande do Sul foram convidados artistas de diferentes gerações e que atuam na música produzida aqui nas últimas décadas para compor este espetáculo.

líricas sulinas
(2019)

Direção musical: Clarissa Ferreira e Ana Fridman

SONORA BRASIL SESC 2019

Teatro do SESC Porto Alegre 

O espetáculo Líricas Sulinas traz mulheres musicistas em uma linha temporal que rememora compositoras brasileiras e celebra o que há de mais novo no cenário da música gaúcha. No palco sob direção musical de Ana Fridman e Clarissa Ferreira, reunem-se compositoras e instrumentistas em sonoridade camerística.

 

O espetáculo conta com Jéssica Berdet, Thaís Nascimento, Nina Nicolaiewsky, Giovanna Mottini, Júlia Pezzi, Samara Moraes, Gabriela Villanova, Ana Fridman, Clarissa Ferreira e conta com participação especial de Rita Zart.